Eduardo Leite desiste de sua “reforma tributária”; Ostermann liderou oposição à proposta

Após a mobilização da sociedade gaúcha e dos parlamentares na Assembleia Legislativa, Eduardo Leite desistiu de votar a sua “reforma tributária” em regime de urgência. Dessa maneira, não haverá o aumento de R$ 2,7 bilhões por ano na carga tributária no RS consequência de uma possível oposição ao projeto.

O deputado Fábio Ostermann se destacou como a principal voz de oposição à proposta do Governo, organizando, inclusive, diversos atos nas ruas de Porto Alegre e Região Metropolitana para alertar a população sobre o aumento de impostos. “Vencemos a primeira batalha, mas ainda não terminou a guerra. Precisamos nos manter vigilantes, pois o governo ainda não desistiu de cobrar a conta dos gaúchos. Seguiremos firmes com cada vez mais certeza de que o RS tem jeito”, declarou o líder da bancada do Partido NOVO.

Confira as ações de rua comandadas por Ostermann contra o aumento de impostos: