Famílias homeschoolers marcam presença na Assembleia Legislativa em apoio ao PL 170/2019

Diversas famílias adeptas do ensino domiciliar estiveram presentes na Comissão de Constituição e Justiça, onde o Projeto de Lei 170/2019, que autoriza o ensino domiciliar no RS, aguarda para ser votado. A presença de mães, pais, avós e alunos que praticam o homeschooling se tornou uma constante nos debates relacionados ao tema, que têm acontecido na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (ALERGS).

Ao longo das últimas semanas, mesmo com a presença maciça das famílias que praticam o ensino domiciliar nas reuniões da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cinco deputados pediram vista do projeto, um dispositivo que garante aos parlamentares mais tempo para analisar a proposta, prorrogando sua apreciação na comissão. “Fico muito feliz com o envolvimento destas famílias na defesa da sua liberdade de educar seus filhos, buscando ajudar o Legislativo gaúcho a criar uma regulamentação que estabeleça parâmetros e requisitos para o Ensino Domiciliar”, afirmou Fábio Ostermann, líder da bancada do NOVO e propositor do PL 170/2019.